(27) 3227-6767 contato@cdmec.com.br

A nossa associada SB2 Engineering Services, em colaboração com a empresa Norte-americana M.A.R.S, está desenvolvendo um projeto de longo prazo para executar o descomissionamento de inúmeras plataformas e sistemas subaquáticos localizados na Costa Brasileira, sendo um mercado bastante promissor para o Espírito Santo também. Essa é uma atividade que, segundo analistas, tem uma perspectiva muito grande de desenvolvimento de negócios nos próximos anos.

Descomissionamento de Plataformas Figura 1: Operação de descomissionamento da Plataforma de Cação na Costa de São Mateus-ES 

A exemplo do descomissionamento que já está sendo realizado na Plataforma de Cação, essa atividade geralmente é realizada em etapas distintas, conforme o escopo definido de acordo com as características técnicas de cada plataforma: a engenharia operacional; a mobilização de embarcações; a limpeza e descontaminação dos equipamentos e tubulações; a definição do tratamento e destinação de resíduos seguindo à legislação ambiental; o tamponamento dos poços; a desconexão, remoção e destinação dos sistemas submarinos; a remoção da plataforma em si e, por fim, os trabalhos de “Final Survey”, ou seja, a emissão de relatórios baseados na detecção de situações via sonar submarino.

Registra-se que esse é um serviço de caráter ambiental, em primeiro lugar, e que gera materiais nobres (metais) para reciclagem, sendo que a engenharia e a logística empregadas são equivalentes àquelas do momento da instalação das plataformas e seus sistemas submersos.

No caso do descomissionamento da Plataforma de Cação, as operações no mar são de responsabilidade da empresa M.A.R.S. comandada no Brasil pelo Vice-presidente Tommy Gibilterra e o Diretor-comandante embarcado Sr. Cody Sims (ambos Norte-americanos). Tal empresa tem sede em Gibson – Louisiana-USA e participa do consórcio liderado pela empresa carioca Triunfo, vencedor da licitação conduzida pela Petrobras para aquela plataforma.

A tripulação a bordo da embarcação D/B PERFORMANCE é formada por 52 Americanos, 40 Filipinos e 52 Brasileiros sendo que, dentre esses Brasileiros, são 5 mulheres: 1 médica, 2 enfermeiras e 2 tradutoras, num total de 144 pessoas, mas que pode variar conforme a tipicidade dos serviços planejados.

Segundo Hugo Marques da SB2 Engineering Services, o objetivo é manter a embarcação D/B PERFORMANCE no Brasil para atendimento dos próximos descomissionamentos, os quais serão muito maiores e complexos.

“Vale lembrar que esse tipo de operação gera um impacto econômico muito positivo. Por exemplo, o menor salário entre os Brasileiros nessa atividade é de R$6.135,00 trabalhando numa escala de 15×15, ou seja, 15 dias embarcado e 15 dias em casa (terra)”, acrescentou Hugo Marques.

A previsão para conclusão dos serviços de descomissionamento da Plataforma de Cação é o fim de junho próximo.

 

Abrir chat
Precisa de ajuda?